terça-feira, 5 de outubro de 2010

#BlogandoVerde - Sobre vampiros e a luz



Diferentemente da decadência dos enredos cinematográficos, os vampiros da vida real não viram purpurina a luz do sol, ao contrário, gostam de luz, tanto que consomem "luz"(força) a vontade de mantidos em liberdade para sugarem os eletrons da tomada.

Energia vampírica é o nome do consumo eletrico de cada aparelho em stand-by, por mais que consumam quase nada, de quase nada em quase nada o gasto no final do mês é consideravel.

Como economizar alguns trocados então?

-Ligue a sua TV, DVD, parabólica tudo em um filtro de linha e quando não usar estes aparelhos, desligue o filtro.

-O mesmo vale para outros equipamentos eletricos da casa, microondas, forno elétrico, aparelhos de som... Desligue-os da tomada quando não usar ou instale filtros de linha.

-Troque monitores de Tubo (CRT) por monitores modernos de LCD, a economia de energia compensa o investimento. O mesmo vale para as TVs, mas atenção, TVs de plasma não são mais econômicas que as de tubo, já as LCDs e LED, em geral, são mais econômicas.

-Ao trocar de computador considere se um notebook pode atender as suas necessidades. Notebooks são projetados para serem econômicos (enquanto um desktop médio gasta 300 wats/hora um notebook consome em média menos de 50 wats/hora) e seus valores são cada vez mais atraentes.

-Tem notebook e usa pouco? Já cogitou um smartphone? Esses brinquedinhos o são apenas no nome, alguns conseguem até reproduzir videos em alta definição.

-Troque as lâmpadas incandecentes por fluorecentes compactas ou até mesmo "lâmpadas de led", a ecônomia é brutal.

-Se você mora em uma casa, cogite a instalação de um aquecedor solar. A tecnologia deles evoluiu e eles não "explodem" mais no inverno gélido do sul (quando a água congelava nos dutos), a economia compensa a instalação, e seu banho fica mais agradavel no inverno (some o aquecimento das placas com o do chuveiro/gaz, hehehe).

Com estas sugestões é possível economizar energia, sem abrir mão do conforto.

Nenhum comentário: